Máquina para beneficiamnto de forrageiras

Lançada após dois anos de testes e aperfeiçoamentos contínuos, é capacitada a fazer a mais completa limpeza com o total aproveitamento das forrageiras.
Os testes realizados comprovam as seguintes vantagens:
Perda de grãos de 0,02%, considerada nula em contraposição nula ao abanamento manual, onde a perda atinge a 5%. Para o produtor isso representa uma vantagem de 15 sacas por 350 abanadas.

Regulagens:
Registro regulável (1) na coluna de ventilação para funcionar com maior ou menor abertura, até se obter a mais perfeita limpeza.
Grade da ecova:
A grade de espera da escova pode ser fechada ou aberta conforme o tipo de sementes, fechando dissolve os granulados, aberta dissolve menos os granulados e aumenta o rendimento da produção.
Bica de ensacamento:
Com dispositivo regulador para saída alternada à direita ou à esquerda, permitindo o ensacamento contínuo.
Manutenção:
Esta máquina funciona com rolamentos blindados exigindo uma lubrificação a cada 200 horasde serviços, quanto aos pinos das molas deverão ser lubrificados diariamente.
Funcionamento:
Acoplada a tratores de qualquer tipo com tomada de força (TDF) e sistema de levantamento hidráulico, exceto o trator Agrale. O acionamento poderá ser feito também por motores estacionários de 3 H.P.. A máquina e o eixo cardan deverão sempre funcionar em nível. O abastecimento deverá ser contínuo para se obter maior rendimento.
Peneiras:
A peneira da máquina é de chapa de aço perfurado.
Características
Produção média : somente no chão 50 a 70 sacas por hora.
Somente no cacho 30 a 50 sacas por hora
Podendo também ser utilizada na classificação de: Cetalho e Colonião
Estrutura:
Totalmente em de aço de grande durabilidade.
Dimensões:
Comprimento 2,5 m. Largura 1,20 m. Altura 2,05 m. Altura da moega de abastecimento 1,50 m.
Peso: 580 Kg.
Rotação:
1.000 a 1.200 RPM no trator e 360 a 370 RPM na tomada de força (TDF).
Observação:
O acionamento da máquina deverá ser feito a partir da rotação mínima até atingir o indicado acima.